Dilma é recebida com honras por estudantes de Coimbra

A presidente Dilma Rousseff foi recebida com honras pelos estudantes da Universidade de Coimbra, em Portugal. Ela foi saudada com aplausos e os estudantes de Direito chegaram a jogar a capa no chão, para ela passar, em um gesto de reverência. A honraria quase causou um incidente diplomático.

TÂNIA MONTEIRO, ENVIADA ESPECIAL, Agência Estado

29 de março de 2011 | 14h26

Desinformados, os seguranças da presidente chegaram a chutar capa para que Dilma passasse, revoltando os estudantes. Chutar a capa, em Coimbra, significa chutar a honra do estudante. Dilma foi convidada por outra turma de estudantes para tirar fotos com os formandos na escada da Universidade e depois, sempre ao lado do reitor João Gabriel Silva, seguiu para conhecer a antiga biblioteca local.

Ela visitou também a capela e, antes de entrar, foi cercada mais uma vez por estudantes, desta vez brasileiros, que gritavam "Dilma, Dilma". A presidente parou, tirou foto e disse que era um prazer estar ali, com estudantes brasileiros e em seguida ouviu deles um pedido para que revalidasse os diplomas de quem estuda no exterior, eliminando as burocracias exigidas pelo Ministério da Educação (MEC).

A presidente, de imediato, determinou ao ministro Fernando Hadad, que a acompanhava na visita, que ouvisse a solicitação dos estudantes, não só na questão da revalidação mas também no aumento da oferta de bolsas de estudo. Mais tarde o ministro Haddad explicou que é necessário uma mudança na legislação pelo Congresso Nacional para alterar algumas exigências que são feitas pelas universidades para reconhecimento dos diplomas.

Mais conteúdo sobre:
DilmavisitaCoimbra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.