Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Dilma é mulher preparada para qualquer coisa, afirma Lula

Presidente justificou ida da ministra ao encontro com Obama; oposição acusa Lula e Dilma de antecipar 2010

Nalu Fernandes, da Agência Estado,

16 de março de 2009 | 19h02

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, 16, em Nova York que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff é "mulher que está preparada para fazer qualquer coisa". "Para fazer debate político, para fazer encontros políticos", comentou sobre o fato de a ministra ter figurado entre os ministros que foram ao encontro com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, neste final de semana, na Casa Branca. A ministra é a candidata de Lula para sucedê-lo em 2010.

 

Veja também:

linkLula usará 'exército' do PMDB a favor de Dilma, dizem analistas

link Discussão sobre 2010 'atrapalha' e tira foco da crise, diz Serra

linkAécio: 'acordo' irá garantir unidade do PSDB para 2010

link'Brasil não quebrou e não vai quebrar', diz Lula sobre a crise financeira

linkDilma: País tem 'margem de manobra' e crescerá no 2º tri

linkMantega diz que Brasil tem 'bala na agulha' contra crise

 

Lula e Dilma são acusados pela oposição de antecipar a corrida eleitoral, o que os dois negam. Eles são vistos juntos em viagens de lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), maior plano de investimento do governo, cuja "mãe", segundo Lula, é Dilma. Apesar das críticas da oposição, Dilma diz que continuará viajando para vistoriar as obras PAC. "Que campanha? Campanha aqui é zero na quinta casa", desconversa.

  

Segundo reportagem do Estado do último domingo, Dilma foi orientada pelo presidente a mostrar seu lado de "mulher comum", que tanto vai ao carnaval quanto à missa."Mergulhe na cultura popular", disse Lula à ministra. Na prática, o presidente quer que ela traduza números, cifras e dados sobre infraestrutura para o cotidiano do eleitor. Lula também recomendou a Dilma que não ingresse em nenhuma corrente do PT. A ordem é ser simpática com todas as tendências, para não causar ciumeira.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffLulaeleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.