Dilma diz repudiar controle de conteúdo da mídia

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou hoje que é "contra qualquer processo de controle de conteúdo da mídia". "Eu não concordo, eu repudio monitoramento de conteúdo editorial. Acho que isso não pode se criar no Brasil", afirmou a candidata petista, em Brasília.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

28 de outubro de 2010 | 19h33

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu tocar adiante projeto que cria o marco regulatório da comunicação eletrônica, mas não o enviará ao Congresso. A ideia é entregar a proposta ao próximo presidente, que toma posse no dia 1º de janeiro.

De acordo com o ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, que tem dedicado boa parte de seu tempo a esse assunto, o marco regulatório "vai garantir a concorrência, a competição, a inovação tecnológica, o atendimento aos direitos da sociedade à informação".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.