Fernando Bizerra/EFE
Fernando Bizerra/EFE

Dilma diz que Temer tem 'extrema lealdade'

Presidente elogiou atuação do vice, que deixou articulação política nesta segunda-feira

Marcelo de Moraes, O Estado de S. Paulo

24 de agosto de 2015 | 19h16

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira, 24, em entrevista no Palácio do Planalto, que o vice-presidente Michel Temer tem "extrema lealdade" e elogiou a atuação do peemedebista, de saída da articulação política do governo

"Michel Temer tem sido de extrema lealdade. O resultado da primeira fase (da articulação feita por Temer) é um sucesso", disse. 

A declaração foi feita após Dilma decidir, em reunião com Temer, que o peemedebista irá se dedicar agora aos “grandes temas” envolvendo a relação do governo com o Congresso, deixando o “varejo” da articulação política.

Dilma chegou a fazer um apelo para que Temer e o titular da Aviação Civil, Eliseu Padilha, permanecessem com as mesmas tarefas, uma vez que a crise ainda é aguda. “Eu não quero mudança na articulação política”, disse a presidente, na reunião de coordenação do governo.

Temer argumentou, no entanto, que era preciso um novo desenho na articulação com o Congresso. O acerto foi, então, que o vice não ficará mais à frente das negociações de cargos e da liberação de emendas parlamentares. Esse dia a dia será tocado, até o início de setembro, pelo ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha. Depois disso, haverá outro arranjo na Secretaria de Relações Institucionais, hoje vinculada à Vice Presidência.

 

No encontro com jornalistas, do qual participou o Estado, Dilma ironizou o pedido de renúncia feito pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso há uma semana: "Essa sugestão é fácil". 

Sobre a Operação Lava Jato, que investiga o escândalo de corrupção na Petrobrás, a presidente afirmou: "Ninguém pode interromper esse processo". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.