Dilma diz que será propositiva no debate de hoje à noite

A afirmação foi uma resposta ao questionamento se seria 'agressiva' no confronto

Beth Moreira, da Agência Estado,

17 de outubro de 2010 | 12h06

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou neste domingo, 17, que será propositiva e assertiva no debate de hoje à noite, na Rede TV!, com o adversário José Serra, candidato ao Planalto pelo PSDB. A afirmação foi uma resposta ao questionamento se seria "agressiva" no confronto, a exemplo da postura adotada nos últimos dias e no debate anterior. "Eu acho interessante que sempre que uma mulher age e responde no mesmo nível que um homem ela é agressiva", respondeu.

 

A candidata disse que vai defender seus pontos de vista de forma transparente e com argumentos. "Eu não faço acusações sem provas", afirmou, acrescentando que espera um debate de alto nível em que as propostas fiquem claras de ambas as partes. 

 

A candidata, que visitou hoje pela manhã o Museu da Língua Portuguesa, na região central de São Paulo, rebateu denúncias publicadas na revista Época, sobre o uso de empresa subordinada à Eletrobras, que teria sido usada de forma fraudulenta para a concessão de garantias de empréstimo externo para a empresa privada. "A denúncia é estranha pelo que eu li, porque ela mesma se desmente no final. Então se vocês me disserem qual é a denúncia concreta eu respondo", se limitou a dizer. 

 

Aproveitando a visita ao museu, a candidata afirmou que se eleita, acabará com a sistemática de aprovação automática de estudantes. Segundo Dilma, as crianças e jovens passam de ano sem aprender. "É um crime passar direto", disse.

Dilma afirmou ainda que assumiu o compromisso de reduzir a cobrança de impostos, como o PIS e a Cofins, dos setores de energia, transportes e saneamento. Segundo ela, a redução, no entanto, estaria atrelada a um repasse do benefício para os consumidores. No caso da energia, a candidata destacou que pretende combinar uma redução do ICMS, que é tributo estadual, com os governadores.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010Dilma RousseffPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.