Dilma diz que se sente bem após sessão de quimioterapia

Bem disposta e bem-humorada, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse ontem que se sentia "muito bem", após confirmar que se submeteu na quinta-feira, em São Paulo, à segunda sessão de quimioterapia para combater um câncer no sistema linfático. "Não tenho enjoo ou cansaço. Minha químio saiu muito bem, obrigada."Dilma avisou ainda que não vai anunciar a data das próximas sessões. "Não vou falar quando será ou não será. Peço até a compreensão de vocês, porque é um momento do tratamento. A divulgação a gente faz a posteriori." As declarações foram dadas na Base Aérea de Brasília, onde a ministra acompanhou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Dilma reiterou que este é um momento muito particular, que não é trivial. "Vai que eu não me sinta bem? Agora estou me sentindo ultrabem. Parece até que não fiz (quimioterapia)", disse. A ministra encerrou com isso a polêmica ocorrida no dia anterior, quando sua agenda oficial informava que ela estava em despachos internos em Brasília. Na verdade, ela estava no hospital em São Paulo, submetendo-se ao tratamento.No início do mês, Dilma Rousseff confirmou que está fazendo tratamento para combater um linfoma, um câncer do sistema linfático. A doença foi diagnosticada em exames de rotina e um gânglio foi extirpado da axila esquerda. A ministra disse que enfrentará o tratamento da doença trabalhando. Os médicos afirmaram que as chances de cura seriam de mais de 90%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.