Dilma diz que história de dossiê contra Serra é falsa

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, foi sucinta hoje ao reagir à acusação do tucano José Serra, que a responsabilizou pela confecção de um suposto dossiê contra ele. "Isso é uma falsidade e eu não vou ficar batendo boca sobre isso", afirmou a petista.

EUGÊNIA LOPES, ENVIADA ESPECIAL, Agência Estado

02 de junho de 2010 | 19h28

Durante todo o dia, o comando da campanha de Dilma procurou blindá-la, evitando o seu contato direto com a imprensa. Coube ao presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, responder com ênfase ao tucano. "Posso atribuir a um grau de estresse acima do suportável. Talvez efeito de pesquisite aguda", disse. "O nome disso só pode ser desespero", completou o petista.

Segundo denúncia da revista "Veja", um grupo dentro da campanha de Dilma teria articulado a produção de um dossiê para atingir José Serra. Esse "grupo de inteligência" teria sido montado pelo jornalista e consultor Luiz Lanzetta, que é proprietário da empresa Lanza Comunicação, contratada pelo PT. Dutra disse hoje que Lanzetta não trabalha na campanha de Dilma Rousseff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.