Dilma diz que França e Brasil mantém cooperação única

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira, 12, que França e Brasil mantêm uma cooperação única pelo conteúdo, abrangência e profundidade. Entre as áreas citadas por Dilma nessa cooperação, estão a da indústria de defesa e de bens de alta-tecnologia. No pronunciamento, após reunião de trabalho com o presidente francês, François Hollande, ela comentou a parceria Brasil-França e disse estar satisfeita com o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), da Marinha.

RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

12 Dezembro 2013 | 14h13

De acordo com Dilma, são construídos quatro submarinos convencionais e um de propulsão nuclear. "O Prosub garante a transferência de tecnologia e a nacionalização de processo produtivo", disse. A presidente também comentou a cooperação bilateral dos dois países na construção de helicópteros e no programa de "fortalecimento de um satélite geoestacionário de defesa e de comunicação".

Dilma ainda comemorou "avanços" na colaboração dos dois países na área de computação de alto-desempenho. "Há um plano de trabalho que prevê a aquisição de um supercomputador e instalação de dois", afirmou. "Prevê a transferência de tecnologia para fabricação dos sistemas de computação em alto-desempenho em parceria com fabricante nacional", disse. Hollande realiza uma visita de Estado de dois dias ao Brasil.

Mais conteúdo sobre:
Dilma Hollande

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.