Dilma diz que é imprudente 'subir no salto alto'

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje, em Salvador, que o resultado da pesquisa Ibope divulgada nesta semana, que a coloca à frente do ex-governador paulista José Serra (PSDB) na corrida eleitoral - 40% a 35% - não a fará mudar os rumos da campanha."A gente tem de esperar a eleição, ver como as coisas se comportam, não é prudente subir no salto alto ou sentar antes na cadeira", disse, pouco depois de chegar à convenção do PT na Bahia, que oficializou a candidatura à reeleição do governador Jaques Wagner.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

27 de junho de 2010 | 15h10

"Vocês lembram bem que quem sentou antes perdeu a eleição - e até foi desinfetada a cadeira. Para que isso não aconteça comigo, eu prefiro não ter prognóstico e mostrar quais são nossas propostas para a população", disse a candidata, referindo-se à disputa entre Fernando Henrique Cardoso e Jânio Quadros pela Prefeitura de São Paulo, em 1985. À época, FHC, à frente nas pesquisas, foi fotografado na cadeira do prefeito, mas acabou perdendo a disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilma RousseffpesquisaPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.