DIDA SAMPAIO/AE
DIDA SAMPAIO/AE

Dilma diz que é 'imensa emoção' receber diploma

Presidente eleita é diplomada ao lado do vice Michel Temer em cerimônia no Tribunal Superior Eleitoral

LUCI RIBEIRO E CAROL PIRES - Agência Estado,

17 Dezembro 2010 | 17h45

Em breve discurso, a presidente eleita, Dilma Rousseff, declarou hoje ser "uma imensa emoção" receber o diploma da Justiça Eleitoral. "Sem sombra de dúvida é uma imensa emoção receber este diploma da corte responsável pelo processo eleitoral brasileiro". Para ela, essa diplomação representa uma emoção tanto para a sua trajetória política quanto como mulher brasileira.

 

A presidente eleita destacou ainda a importância das eleições para o processo democrático e para a República. "As eleições propiciam o debate de grandes questões e confronto de projetos para o futuro do País, permitindo o julgamento soberano do eleitor".

 

A presidente eleita Dilma Rousseff e o seu vice, Michel Temer, receberam na tarde de hoje os diplomas da Justiça Eleitoral que lhes confere o mandato de quatro anos, a partir de 1º de janeiro de 2011.

 

Em discurso na cerimônia de diplomação de Dilma, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, fez um breve relato do aperfeiçoamento da Justiça Eleitoral, passando pela edição do primeiro código eleitoral brasileiro, pelo estabelecimento do voto secreto e do direito feminino ao voto, até o desenvolvimento das urnas eletrônicas.

 

"Desde a sua criação, a Justiça eleitoral, salvo nos momentos de eclipse institucional, tem zelado pela concretização dos valores republicados cuidando de modo especial para que a vontade dos eleitores possa expressar-se", disse o ministro, que deu início à cerimônia por volta das 17h20, e concluiu a sessão cerca de 20 minutos depois.

 

"Ao outorgar os diplomas à excelentíssima senhora Dilma Rousseff, e ao excelentíssimo senhor Michel Temer, o Tribunal Superior Eleitoral declara que ambos encontram-se legalmente aptos a tomar posse no Congresso Nacional, nos respectivos cargos de presidente e vice-presidente da República", declarou Lewandowski.



Mais conteúdo sobre:
Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.