Dilma diz que crise na base é 'criação da imprensa'

Longe do Brasil, a presidente Dilma Rousseff reagiu com irritação ao ser questionada se venceu a guerra com o Congresso, ao conseguir aprovar a Lei Geral da Copa e o Funpresp - o fundo de previdência complementar dos servidores públicos federais. "Eu não venci guerra nenhuma", desabafou, na Índia.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

30 de março de 2012 | 07h41

Em seguida, repetindo que não existe crise com o Congresso, mas sim um governo de coalização que precisa estar em permanente ajuste, Dilma sugeriu que a crise na base é uma invenção da imprensa. "Uma parte disso vocês é que criam. Vocês chegam à conclusão que tem uma crise e depois vocês têm de resolver como é que ela desapareceu", argumentou.

Por causa do fuso horário, Dilma só soube na quinta de manhã das votações no Congresso brasileiro. De acordo com interlocutores, a presidente estava certa de que os textos seriam aprovados.

Ela ainda considera que fez apenas um ajuste no que foi tratado como margem de negociação aceitável. Para o governo, Dilma conseguiu estabelecer "um novo patamar" de relação com o Congresso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaÍndiacrisebase

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.