Evaristo Sa/AFP
Evaristo Sa/AFP

Dilma diz que consultará Ministério Público para nomear novos ministros

Presidente tomou a decisão após o 'Estado' revelar lista com 28 nomes de políticos supostamente envolvidos no esquema de corrupção na Petrobrás citados pelo ex-diretor da estatal à PF

Lisandra Paraguassu e Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2014 | 11h30

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff afirmou na manhã desta segunda-feira, 22, que irá consultar o Ministério Público para confirmar a nomeação de novos nomes para seu ministério. Em café da manhã com jornalistas,  Dilma disse que quer saber se há algo contra alguns nos nomeados. 


"Eu vou perguntar: 'há algo contra fulano que me impeça de nomeá-lo?' Só isso. Eu não quero saber o que ele não pode me dizer", afirmou a presidente. "Eu consultarei o Ministério Público mais uma vez, para qualquer pessoa que eu for indicar".

Dilma disse ainda que não tem conhecimento da lista de nomes citados nos processos de delação premiada e lembrou que a lista publicada pelo Estado não é oficial. "Eu só vou achar que é oficial no dia em que o procurador me disser que é oficial", afirmou. 


Conforme o Estado revelou na última sexta-feira, o ex diretor de abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa citou em depoimento 28 nomes de políticos que teriam recebido recursos do esquema de corrupção na Petrobrás. Entre eles, o atual ministro das Minas e Energia, Edison Lobão.  




Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.