Divulgação
Divulgação

Dilma diz que Brasil está maduro para ter uma 'presidenta'

Candidata preferida de Lula para sucedê-lo, ministra disse que País está maduro em encontro com Bachelet

Carmen Munari, REUTERS

30 de julho de 2009 | 12h32

A pré-candidata do governo à sucessão presidencial em 2010, ministra Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira, 30, que o Brasil está preparado para ter uma mulher no comando da nação. "Sem dúvida o Brasil poderá ter uma presidenta. Não vejo porque o Brasil não tenha (...). O Brasil teve presidente metalúrgico, pode ter presidente negro, pode ter uma presidenta. Acho que o Brasil está maduro politicamente e a sociedade brasileira está madura o suficiente", disse.

A ministra da Casa Civil deu a declaração após encontro com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, em um hotel na capital paulista. Sem nunca assumir seu interesse em disputar a Presidência da República, Dilma insistiu que o encontro foi entre uma presidente e uma ministra de Estado, não candidata.

Braço direito do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff é conhecida por sua fama de exigente gerente do governo, característica que vem lhe rendendo críticas por seu suposto temperamento enérgico. "Mulher é capaz de dirigir, de dar orientações, à sua forma", disse ela.

Bachelet, que visita o Brasil por dois dias, exibe índices de popularidade acima dos 70 por cento meses antes do final de seu mandato. As eleições no Chile ocorrerão em dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffBacheleteleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.