Dilma diz que ainda não pode discutir sobre candidato a vice

Ao ser indagada, ministra-chefe da Casa Civil disse que estavam colocando a 'carroça na frente dos bois'

Leonardo Goy, da Agência Estado,

04 Fevereiro 2010 | 14h42

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, negou-se no começo da tarde desta quinta-feira, 4, a fazer comentários sobre qual seria seu vice favorito para compor a chapa na disputa presidencial deste ano. "Não sou candidata, nem sou pré-candidata. Ainda não posso discutir isso", afirmou a ministra ao deixar o Palácio do Itamaraty, onde apresentou um balanço dos três anos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ao ser indagada sobre a questão do vice, Dilma disse que estavam colocando a "carroça na frente dos bois".

 

Veja Também

linkDilma: União está pronta para bancar piscinões em SP

A ministra, possível candidata do PT à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fez hoje a sua última participação no balanço do PAC. O próximo levantamento será divulgado em maio. Se Dilma for mesmo candidata à Presidência, terá de se desincompatibilizar do cargo até o início de abril. Ao longo da apresentação de hoje, a ministra procurou dissociar o PAC das eleições e afirmou, em mais de uma ocasião, que o programa foi feito "respeitando prefeitos e governadores de todos os partidos".

Dilma, conhecida por ser muito rigorosa, procurou mostrar bom humor no balanço do PAC. Em alguns momentos ela teve dificuldade para ler na tela do computador o conteúdo das apresentações que estavam sendo expostas em um telão para a imprensa. Em algumas dessas ocasiões, Dilma foi socorrida pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que terminava a leitura de itens que ela aparentava dificuldades. Algumas vezes, Dilma se referiu a Paulo Bernardo como "Paulinho olhos de águia".

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010Dilmavice

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.