Dilma discute vetos com líderes da base no Senado

A presidente Dilma Rousseff reuniu-se nesta terça-feira, 10, com o vice-presidente Michel Temer e os líderes dos partidos da base aliada no Senado para discutir os vetos a serem votados pelo Congresso, em particular os 10% de multa adicional do FGTS pago pelas empresas por conta de demissão imotivada.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

10 de setembro de 2013 | 14h21

A presidente Dilma quer evitar a derrubada do veto alegando que o fim da cobrança extra de FGTS geraria perda anual superior a R$ 3 bilhões e prejudicaria investimentos em programas sociais importantes para o governo e de infraestrutura, particularmente o Minha Casa Minha Vida.

Também foi discutida com os parlamentares a destinação de 10% do PIB para a saúde. A reunião começou pouco depois das 11h30.

Além de Dilma e Temer, participaram da reunião os ministros da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti; da Casa Civil, Gleisi Hoffmann; do Planejamento, Miriam Belchior; da Fazenda, Guido Mantega; e da Saúde, Alexandre Padilha.

Os senadores que participaram da reunião foram José Pimentel (PT-CE), Eduardo Braga (PMDB-AM), Inácio Arruda (PCdoB-CE), Gim Argello (PTB-DF), Acir Gurgacz (PDT-RO), Eduardo Amorim (PSC-SE), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Eduardo Lopes (PRB-RJ), Alfredo Nascimento (PR-AM), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Benedito de Lira (PP-AL) e Wellington Dias (PT-PI).

Mais cedo, a presidente Dilma recebeu o governador da Bahia, Jaques Wagner, no Palácio da Alvorada.

Mais conteúdo sobre:
DilmalíderesSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.