Dilma deve visitar o Rio duas vezes em três dias

Em sua penúltima atividade pública de campanha no Rio de Janeiro, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, visita nesta segunda-feira (19) duas áreas populares em busca dos votos que Marina Silva teve no primeiro turno.

WILSON TOSTA, Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 18h13

Para as 10 horas, está prevista uma carreata em Nova Iguaçu, com o postulante do PRB ao governo fluminense, senador Marcelo Crivella. Às 11h30, Dilma percorrerá, também em cortejo de carros, ruas do bairro de Padre Miguel, na zona oeste, com o governador e candidato à reeleição pelo PMDB, Luiz Fernando Pezão.

Em Nova Iguaçu, município pobre da Baixada Fluminense, Dilma venceu no primeiro turno, com 167.004 votos, 42,19% do total. Mas Marina, que ficou em terceiro lugar nacional, conquistou na cidade a segunda posição, com 130.224 votos (32,90%). O adversário da presidente no segundo turno, Aécio Neves (PSDB), obteve ali apenas o terceiro lugar, com 77.240 votos, equivalentes a 19,51% do total.

Como os perfis social e econômico dos eleitorados do PT e do PSB na região na eleição foram próximos, a campanha de Dilma mira o eleitorado evangélico, que votou fortemente em Marina. Assim, acertou o evento em conjunto com Crivella, bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. Já na zona oeste da capital, Marina derrotou Dilma em várias zonas eleitorais, com a presidente em segundo. Nesse caso, a presença de Pezão é o reforço.

A campanha de Dilma ainda prevê um retorno da presidente ao Estado na quarta-feira. Um dos eventos previstos é um comício na Cinelândia, praça tradicional por seus eventos políticos ao ar livre.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesdilmario

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.