Dilma deve chamar Lupi para definir nome do Trabalho

Para presidente do PDT, são cotados os nomes de Vieira da Cunha, Brizola Neto e Manoel Dias

Rafael Moraes Moura e Tânia Monteiro, da Agência Estado

14 de fevereiro de 2012 | 15h21

A presidente Dilma Rousseff deve chamar "brevemente" o PDT para discutir o novo nome do partido que vai assumir o Ministério do Trabalho. A informação é do presidente da legenda, Carlos Lupi, que deixou a pasta depois de várias de denúncias envolvendo sua gestão.

 

O pedetista retornou hoje ao Palácio do Planalto para participar da reunião do Conselho Político do Governo, que reuniu ministros, presidentes de partidos e líderes.

 

"Ela (Dilma) não nos chamou para essa discussão (sobre a definição do novo nome do Ministério do Trabalho), mas deverá chamar brevemente", disse Lupi à imprensa, após a reunião. "Ela é quem define, não somos nós. Os nomes já estão ventilados."

 

Segundo ele, estão cotados os deputados Vieira da Cunha (PDT-RS) e Brizola Neto (PDT-RJ), além do secretário-geral nacional do PDT, Manoel Dias. "Como presidente do partido, não tenho preferência. Qualquer companheiro é bom companheiro", respondeu, ao ser questionado sobre quem seria a melhor escolha. "O ministério continua sendo gerido por pessoas do PDT, o PDT continua no Ministério do Trabalho", enfatizou. O cargo está sendo ocupado interinamente por Paulo Roberto Pinto.

 

Lupi não quis comentar a situação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, que, assim como ele, teve procedimento preliminar aberto para investigação, pela Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

 

"Não avalio situação de ninguém, porque não julgo para não ser julgado. Cada um tem de ser avaliado com transparência e com legítimo direito de defesa", disse.

 

Sobre a relação com Dilma, ele negou que a sua saída do governo tenha alterado a convivência dos dois. "(Ela) me cumprimentou muito bem. Somos amigos e continuamos amigos", afirmou.

 

Questionado se ainda ama a presidente Dilma Rousseff, o pedetista riu e disse, dirigindo-se aos repórteres: "E a todos vocês".

Tudo o que sabemos sobre:
LupiDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.