Dilma descarta reduzir menções a Lula em discursos

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, descartou hoje a possibilidade de reduzir as menções ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seus discursos de campanha. Essa especulação surgiu depois do debate entre candidatos na TV Bandeirantes, quando Dilma não mencionou o nome do presidente em toda a fase inicial do programa. "Não tem a menor hipótese de ela (menção a Lula em seus discursos) diminuir", afirmou a petista.

WILSON TOSTA, Agência Estado

09 de agosto de 2010 | 12h17

"Tenho visto muitos comentários dizendo que vai diminuir a presença do presidente Lula nos discursos", disse a ex-ministra. "Podem ficam absolutamente descansados. A presença do presidente Lula em meus discursos eu considero fundamental."

Segundo a candidata, ela tem várias formas de falar no presidente, mas sempre o fará, porque acredita que "o que está em questão nessa eleição é quem representa o quê nesse País". "Tenho uma cara e tenho orgulho da minha cara, e tenho orgulho do meu patrimônio. E meu patrimônio é ter sido coordenadora de um presidente que foi extremamente bem sucedido em distribuir renda e em incluir a população."

Dilma fez o comentário após gravar imagens por menos de meia hora no Complexo Esportivo da Rocinha, na zona sul do Rio, para a propaganda eleitoral na televisão, que começará a ser exibida no dia 17. À noite, Dilma dará entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.