Dilma descansa na Bahia uma semana depois das eleições

Presidente eleita ficará hospedada no mesmo hotel onde ficaram Nicolas Sarkozy e Carla Bruni em 2008

Tiago Décimo, de O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2010 | 19h28

ITACARÉ, BA - A presidente eleita Dilma Rousseff aproveita o fim da primeira semana depois de vencer a eleição no sul da Bahia. O jato que decolou de Brasília na tarde da última quarta-feira, levando Dilma, modelo Citation prefixo PR-SPR, pousou no Aeroporto Jorge Amado, de Ilhéus, litoral sul baiano, pouco mais de uma hora depois de partir da capital federal.

 

No aeroporto, três carros da Casa Civil do governo da Bahia aguardavam a presidente eleita, confirmaram fontes da administração estadual. Os veículos foram colocados à disposição de Dilma, pelo governador Jaques Wagner (PT), para os dias de folga. Do aeroporto, os automóveis - que, segundo fontes no aeroporto, transportavam Dilma, a filha, Paula, e neto, Gabriel - seguiram sentido norte, onde fica Itacaré, entre outras belas praias da região.

 

Segundo integrantes do PT na Bahia, Dilma está em Itacaré, mas seu paradeiro na cidade é incerto. Acredita-se que ela esteja hospedada no Txai Resort, um hotel de praia de luxo localizado a 17 quilômetros do centro da cidade. Jornalistas, fotógrafos e eleitores cercam o restrito estabelecimento, de apenas 14 apartamentos e 26 bangalôs, na esperança de ver a presidente eleita. Até o momento, em vão. Na estrada para Itacaré, dezenas de carros com adesivos do PT seguiam, nesta quinta-feira, para a cidade.

 

Por causa do acesso restrito, o hotel é procurado por políticos e personalidades preocupadas em se afastar do assédio da imprensa e de fãs. Logo após o primeiro turno, por exemplo, a senadora eleita por São Paulo Marta Suplicy (PT) descansou por alguns dias no local. O presidente francês Nicolas Sarkozy e a primeira-dama, Carla Bruni, também estiveram no hotel para descansar, em dezembro de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffeleiçõesdescansoBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.