Dilma depõe hoje como testemunha no caso do mensalão

Ministra foi escolhida como testemunha pelo ex-deputado Roberto Jefferson, que denunciou o mensalão

Neri Vitor Eich, da Agência Estado,

20 Outubro 2009 | 11h08

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, presta depoimento, às 18 horas desta terça-feira, como testemunha no processo sobre o esquema do mensalão, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). O compromisso consta da agenda oficial distribuída há pouco pela Assessoria de Imprensa da Casa Civil.

 

Indicada como testemunha pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson, a ministra usou a prerrogativa de escolher o local do depoimento. Ela será ouvida em seu gabinete, no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, pela juíza Pollyana Kelly Martins Alves, da 12ª Vara da Justiça Federal.

 

A denúncia do caso Mensalão foi feita ao STF em abril de 2006 pelo então procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que arrolou 40 acusados de se beneficiar de um esquema de compra devotos de parlamentares da base aliada ao governo Lula. Jefferson, que denunciou o esquema está na lista de acusados.

 

Neste momento, a ministra Dilma participa, em Brasília, de reunião do Conselho de Administração da Petrobras. Às 15 horas, ela assiste, na sede do Tribunal de Contas da União (TCU), à cerimônia de posse do ex-ministro de Relações Institucionais José Múcio Monteiro como ministro do TCU. O presidente Lula também comparece a essa cerimônia.

Matéria corrigida às 14h16. Ao contrário do que foi publicado anteriormente), o ex-ministro José Dirceu não convocou Dilma Rousseff como testemunha

Mais conteúdo sobre:
Dilma Rousseff, mensalão depoimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.