Dilma demitirá todos diretores do Dnit e da Valec, dizem jornais

A presidente Dilma Rousseff demitirá todos os diretores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Valec, estatal que controla as ferrovias federais, publicaram jornais neste sábado, após conversa da presidente com veículos impressos na véspera.

REUTERS

23 de julho de 2011 | 11h13

Dnit e Valec, órgãos comandados pelo Ministério dos Transportes, têm sido alvos de denúncias de irregularidades em obras públicas desde o início deste mês, quando foi publicada acusação de que a pasta seria usada pelo Partido da República (PR) para arrecadação de propina.

Desde o início das denúncias, várias autoridades da pasta, incluindo do Dnit e da Valec, já foram demitidas ou pediram exoneração, incluindo o então ministro dos Transportes Alfredo Nascimento, que é do PR.

De acordo com os jornais que conversaram com a presidente, Dilma disse que as demissões acontecerão independente da filiação partidária e têm o objetivo de reformular o setor.

"Sairão todos os dirigentes do Dnit e da Valec", afirmou a presidente, de acordo com as edições deste sábado das publicações. "Estamos fazendo uma renovação, todos sairão, independente de endereços partidários."

Segundo os jornais, Dilma evitou criticar as nomeações políticas para cargos do governo. "Não se pode demonizar a política nem as relações com os ministério", afirmou.

Na sexta-feira Hideraldo Caron pediu demissão do cargo de diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit. Ele é a primeira pessoa ligada ao PT a perder o posto em meio às denúncias nos Transportes. Sua saída vinha sendo reivindicada por lideranças do PR, que consideravam que a sigla vinha sendo a única responsabilizada pelos escândalos na pasta.

Com a saída de Caron, as mudanças na área de transportes já atingiram 16 pessoas. O próximo a perder o cargo deve ser o diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, que foi afastado do posto, mas entrou em férias logo após a divulgação das denúncias.

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICADILMADNIT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.