Dilma: 'Deixei MG, mas MG não saiu do meu coração'

Pré-candidata do PT à Presidência da República, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, relembrou esta noite, em discurso durante a assinatura de contratos do programa Minha Casa, Minha Vida, sua origem mineira e seus laços com a cidade de Uberaba (MG).

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

17 de março de 2010 | 20h50

Dilma lembrou que sua mãe, quando tinha quatro anos de idade, veio para Uberaba, cidade onde viveu e onde conheceu e se casou com o pai da ministra. Após uma maratona de visitas no Triângulo Mineiro, a ministra lembrou que nasceu em Belo Horizonte e deixou a cidade com cerca de 20 anos de idade. "Deixei Minas, mas Minas não saiu do meu coração", afirmou.

O prefeito de Uberaba, Anderson Adauto - ex-ministro dos Transportes -, pediu à ministra a duplicação do trecho da rodovia BR-262, que liga o Triângulo Mineiro a Belo Horizonte, e lhe prometeu uma festa caso a obra seja incluída na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Dilma disse que a obra tem todas as condições de ser considerada, uma vez que a estrada é uma rodovia "estruturante". E arrematou: "Anderson, espero que a festa que você prometeu você cumpra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.