Dilma deixa residência oficial do presidente da Câmara

A presidente Dilma Rousseff deixou há pouco a residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS). Durante uma hora e quinze minutos, Dilma circulou entre deputados, senadores e ministros do PT, convidados por Maia para um jantar de confraternização que marca o encerramento do semestre legislativo.

CHRISTIANE SAMARCO, Agência Estado

10 de julho de 2012 | 22h52

Foi um encontro informal em que não houve discursos. Durante todo tempo, Dilma foi solicitada a tirar fotografias com os presentes, em especial os candidatos do PT a prefeito nas eleições municipais de outubro.

Na lista dos petistas que vão às urnas e que estavam presentes ao jantar estavam, por exemplo, o senador Wellington Dias, que concorrerá à prefeitura de Teresina (PI), e o deputado Nelson Pellegrino, que disputará a prefeitura de Salvador (BA).

Dos ministros, compareceram nove petistas que os candidatos querem levar às suas cidades para reforçar a campanha. O encontro desta noite serviu também para por um ponto final na desavença entre a presidente e o anfitrião Marco Maia que, na avaliação do Palácio do Planalto, havia armado uma "pauta-bomba" de votação, com várias propostas que aumentariam as despesas do governo. Dilma só compareceu ao jantar porque Maia já havia retirado as polêmicas da pauta da Câmara.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaMarco Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.