Dilma deixa peruca e diz que cabelo 'já está bom'

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que deixou de usar peruca pela primeira vez desde que se submeteu a tratamento contra câncer, disse que decidiu aparecer em público novamente com seu cabelo natural, no dia de hoje, porque achou que "já estava bom". Ela vinha usando peruca por causa da queda de cabelo causada pela quimioterapia.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

21 de dezembro de 2009 | 13h32

Após participar, no Palácio do Itamaraty, da solenidade em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, Dilma deu entrevista em que explicou que, antes, não dava para deixar de usar peruca, porque seu cabelo, depois do tratamento médico, ainda estava irregular, "cheio de buracos".

"Achei que já estava bom", disse a ministra, referindo-se ao fato de ter aparecido hoje com o cabelo natural. "Não dava para tirar (a peruca) lá em Copenhague", comentou, à 15ª Conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas (COP-15), da qual participou na semana passada, na capital da Dinamarca.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmacabeloperucaquimioterapia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.