Dilma defende modelo usado em Libra em seu programa

A presidente Dilma Rousseff usou seu programa semanal de rádio, ''Café com a Presidenta'', para falar do leilão do Campo de Libra, ocorrido na segunda-feira passada, 21. Dilma defendeu o modelo adotado, de partilha, e enfatizou o valor que o País vai receber nos próximos 35 anos. "R$ 1 trilhão nos próximos 35 anos. Você já tentou escrever esse número em um papel, Luciano, para ver quantos zeros têm?", perguntou ao apresentador Luciano Seixas. "Tem 12 zeros", completou a presidente.

JOSÉ ROBERTO CASTRO, Agência Estado

28 Outubro 2013 | 11h56

Dilma disse que o País vive um momento histórico e dá um grande passo para transformar o petróleo em educação de qualidade para a população. "Vamos conseguir, com Libra, mais recursos do petróleo para investirmos em educação de qualidade, fazendo a alquimia, Luciano, a alquimia de transformar petróleo em sala de aula, em conhecimento, em professores mais bem formados e pagos", disse.

Sobre o sistema escolhido para a concessão, o de partilha, a presidente disse que ele garante um modelo equilibrado de distribuição entre os interesses do País, da Petrobras e das empresas estrangeiras. "Libra é a prova de que é perfeitamente possível preservar o interesse do povo brasileiro e atrair o interesse das empresas privadas", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
Café com a PresidentaLibra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.