Dilma cumprimenta Evo pela segunda reeleição

A presidente Dilma Rousseff parabenizou o presidente da Bolívia, Evo Morales, que foi reeleito pela segunda vez, neste final de semana. "Foi uma grande vitória e mostra que todo preconceito contra ele é algo que não tem base pois ele é um grande presidente, mais do que isso, estabilizou a Bolívia", disse Dilma, ao citar que deverá cumprimentá-lo por telefone, nesta terça-feira, embora já tenha lhe encaminhado uma correspondência, nesta segunda-feira.

TÂNIA MONTEIRO E RICARDO DELLA COLETTA, Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2014 | 21h17

Dilma esquivou-se de comentar, no entanto, o fato de Morales estar seguindo para o seu terceiro mandato e já ter sinalizado que poderá estender no governo, em um quarto mandato, se obtiver apoio do Congresso boliviano, se perpetuando no poder. "Eu não comento (ele querer se perpetuar no governo) porque não comento isso de país nenhum", desconversou. "Eu não comento políticas eleitorais de outros países. Não é passível que um presidente o faça. Não comento questões internas", encerrou.

Para a presidente, Evo Morales "não só estabilizou como está desenvolvendo a Bolívia". E emendou: "ele está fazendo um grande governo e ele tem de fato os parabéns de tudo que o governo brasileiro representa".

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffEvo Morales

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.