DIDA SAMPAIO | ESTADAO
DIDA SAMPAIO | ESTADAO

Dilma convida senadores que votaram contra o impeachment para encontro no Alvorada

Reunião é a primeira reação oficial da petista junto ao Congresso após seu afastamento; alguns parlamentares do PT acreditam que é possível reverter alguns votos para evitar a cassação definitiva da presidente afastada

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2016 | 15h00

BRASÍLIA - A presidente afastada Dilma Rousseff está organizando uma reunião com os senadores que votaram contra a abertura do processo de impeachment. O encontro foi marcado para as 20h desta terça-feira, 17, no Palácio do Alvorada, residência oficial da presidente.

Senadores receberam telefonemas oficiais em seu gabinete. Dilma não ligou diretamente para eles, mas o contato foi feito por meio de uma secretária da presidente.

Todos os 22 senadores que votaram contra a abertura do processo de impeachment estão convidados, independentemente do partido. A reunião é a primeira reação oficial da petista junto ao Congresso após o afastamento. Alguns senadores do PT acreditam que é possível reverter alguns votos para evitar a cassação definitiva de Dilma.

O Senado autorizou a abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff na última quinta-feira, 12. Dentre os 81 senadores, 55 votaram a favor, 22 contra, três se ausentaram e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não votou. A votação afastou a presidente pelo prazo de 180 dias.

Para que a presidente seja cassada de fato, são necessários 54 votos no julgamento final que será realizado no plenário do Senado pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.