Dilma convida PDT para assumir o Ministério das Comunicações

André Figueiredo, líder da bancada do partido na Câmara, deve ser indicado

Vera Rosa, O Estado de S. Paulo

23 de setembro de 2015 | 22h50

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff convidou nesta quarta-feira o PDT para assumir o Ministério das Comunicações. O convite foi feito ao presidente do PDT, Carlos Lupi, e a bancada do partido na Câmara pretende indicar para o cargo o deputado André Figueiredo (CE).

O PDT controla hoje o Ministério do Trabalho, que será fundido com Previdência Social. Insatisfeito com o governo, o partido vinha mantendo uma posição de “independência”, mas Dilma pediu a Lupi que a sigla continuasse na base aliada. Cotado para ocupar Comunicações – pasta que hoje está sob comando de Ricardo Berzoini (PT) –, Figueiredo é o líder da bancada do PDT na Câmara.

Berzoini assumirá a Secretaria Geral da Presidência, que cuidará da articulação política do governo com o Congresso.

Diante do impasse nas negociações com o PMDB, Dilma cogita não mais fundir as secretarias de Portos e Aviação Civil, abrigando assim mais um nome indicado pelo partido. Se isso ocorrer, o PMDB poderá ficar com seis ministérios. Na lista estão Saúde, Minas e Energia, Agricultura, Turismo, Portos e Aviação Civil.

Nessa nova configuração, o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, permaneceria no cargo e Helder Barbalho, hoje na Pesca, iria para Portos. Filho do deputado Jader Barbalho (PMDB-PA), Helder está se queixando porque sua pasta será acoplada à Agricultura. O vice-presidente Michel Temer aconselhou Dilma a ouvir as reivindicações de Helder, para que a reforma ministerial não produza ruído com o PMDB.  

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaPDTMinistérios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.