EVARISTO SÁ / AFP PHOTO
EVARISTO SÁ / AFP PHOTO

Dilma contradiz Delcídio e diz que não indicou Cerveró

Senador disse à PF que presidente o consultou em 2003 sobre nomeação do ex-diretor da Petrobrás

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2015 | 23h16

BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff reagiu às declarações do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) que, em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público, disse que Nestor Cerveró foi nomeado para a área Internacional da Petrobrás por indicação dela, quando ocupava o cargo de ministra de Minas e Energia.

Segundo a Secretaria de Comunicação Social, “a presidenta Dilma Rousseff nunca consultou o senador Delcidio Amaral ou qualquer outra pessoa acerca da nomeação de Nestor Cerveró,  para a diretoria da Petrobras” e “no período em que exerceu a função  de ministra de Minas Energia, nunca sequer foi consultada ou mesmo participou, em qualquer medida, dessa indicação.” O Planalto informa ainda que “aliás, como é público e notório, a presidenta da República não manteve relações pessoais com Nestor Cerveró, seja antes ou depois da sua designação para a diretoria da Petrobras”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.