Dilma contesta informação de que conflito agrário cresceu

Estudo da Comissão Pastoral da Terra indicou aumento dos confrontos durante governo Lula

Elder Ogliari, da Agência Estado

16 de abril de 2010 | 14h00

A pré-candidata do PT à presidência da república Dilma Rousseff disse há pouco que não concorda que os conflitos agrários tenham aumentado no país durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conforme os jornais de hoje divulgaram. "Os dados não apontam nesse sentido", afirmou Dilma, passando a discorrer sobre os programas que o governo federal desenvolveu nos últimos anos.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifConfrontos por terra tornaram-se mais frequentes no governo Lula

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifCPT é ligada à estrutura da Igreja Católica

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifTrabalho vai além de números isolados

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifRelatório associa violência no campo ao agronegócio

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifUDR culpa Planalto pela 'impunidade no campo'

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifMST deve respeitar o Estado de Direito, diz Marina

 

"O governo Lula encaminhou as condições para a agência ter paz no campo", ressaltou. A seguir Dilma, que disse que o governo assentou quase 600 mil famílias, elevou os financiamentos do Programa Nacional da Agricultura Familiar de R$2 bilhões, no início, para 15bilhões na safra de 2009. Também citou o Mais Alimentos que financiam tratores para a agricultura familiar e, ainda, Luz para Todos, que leva energia elétrica ao campo.

 

"Isso permite afirmar que nós construímos as condições para encaminhar a paz no campo", reiterou. "Mas sabemos que os movimentos sociais funcionam pela cabeça deles; nós estamos criando as condições para os movimentos sociais como o dos Sem Terra tenham suas reivindicações históricas atendidas". Dilma está em Caxias do Sul onde fala neste momento numa reunião-almoço promovida pela Câmara de Indústria e Comércio do município.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffPastoral da TerraLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.