Dilma confirma R$ 2,1 bilhões para mobilidade e infraestrutura no ABC

Presidente fez anúncio de investimento em obras nesta segunda-feira, 19, em evento em São Bernardo do Campo (SP); maior parte dos recursos vai para mobilidade urbana

Gustavo Porto e Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2013 | 14h21

A presidente Dilma Rousseff confirmou nesta segunda-feira, 19, os R$ 2,1 bilhões em investimentos do governo federal para obras no ABC paulista. Do total, R$ 793 milhões são para mobilidade urbana, R$ 644 milhões para a construção de 8,5 mil unidades do Minha Casa Minha Vida, R$ 542 milhões para obras de infraestrutura e outros R$ 104 milhões para a contenção de encostas. A presidente entregou ainda de 100 retroescavadeiras para cidades paulistas dentro do PAC 2.

Dilma citou 84 quilômetros de corredores de ônibus "num conjunto de cidades que é a região mais populosa do País, onde vivem e circulam 20 milhões de pessoas" e afirmou que em um novo investimento em mobilidade serão mais 85 quilômetros de corredores. "São quase 170 quilômetros de corredores e isso mudará a qualidade da mobilidade urbana. Nós temos de correr, porque aqui, no passado, o governo federal não investiu em mobilidade. No final do governo Lula começamos a fazer os investimentos em mobilidade e seguimos fazendo. Estamos com esse desafio enorme de garantir que a qualidade de vida das pessoas seja aprimorada com esses investimentos", disse. "As obras de mobilidade e infraestrutura se completam com conjunto de investimentos", completou.

Dilma afirmou que a região do ABC é de contrastes, com a cidade com o maior IDH do Brasil, São Caetano, mas com regiões com grandes problemas. "Temos comunidades pobres em outros municípios", afirmou, citando bairros carentes de outros municípios da região.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaPACSão Bernardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.