Dilma: com Túnel Rio 450, provamos que obra de porte é possível com parceria

Em evento de inauguração do Túnel Rio 450, na tarde deste domingo (1º), a presidente Dilma Rousseff destacou que a obra portuária mostra que transformações de grande porte são possíveis com parcerias público-privadas. "Estamos provando que uma transformação de porte é possível combinando parceria público-privada, federal, estadual, prefeitura e iniciativa privada. Gera emprego, melhores condições de vida, mobilidade urbana e cultural e lazer", disse a presidente, explicando que a obra do Túnel Rio 450 faz parte de um complexo, o Porto Maravilha, que vai recuperar a orla histórica da cidade.

ANA LUÍSA WESTPHALEN, ALINE BRONZATI E LETICIA SORG, Estadão Conteúdo

01 de março de 2015 | 17h50

Dilma iniciou seu discurso parabenizando cariocas, fluminenses, brasileiros e quem mora fora do Brasil mas gosta do Rio de Janeiro. "Hoje o Rio comemora 450 anos e nós temos de comemorar. Quem vai a aniversário leva presente e aqui eu trago uma parte, que é o Túnel Rio 450. A outra parte eu falo depois", disse a presidente, indicando que deve fazer mais um anúncio em uma próxima comemoração ao aniversário do Rio, prevista para às 18 horas.

A presidente citou diversos momentos históricos que ocorreram na cidade, como a coroação de D. Pedro, a Proclamação da República, os comícios das Diretas Já e passagens importantes do processo de redemocratização do Brasil. "Uma parte importante da história do Brasil passou-se nesta cidade, principalmente na área que está sendo modernizada e revitalizada", salientou.

Entre outras iniciativas promovidas pelo governo em parceria com Estado e prefeitura, Dilma deu destaque para a Transcarioca e a Linha 4 do Metrô, que, segundo a presidente, tem como objetivo unir o morro ao litoral. "Voltarei várias vezes para outras inaugurações", afirmou.

Ainda de acordo com Dilma, a mudança da sede administrativa da prefeitura para a região de Madureira mostra que a cidade está buscando uma unidade. Em meio a vários elogios ao prefeito da cidade, Eduardo Paes (PMDB), a quem Dilma classificou como "o melhor prefeito das galáxias, de uma galáxia chamada Rio de Janeiro", a presidente afirmou que a atual gestão se caracteriza por procurar unir a cidade e o Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
ANIVERSÁRIORIODILMAINAGURAÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.