Dilma chega para missa em homenagem a Mandela

A presidente Dilma Rousseff participa nesta terça-feira, 10, da cerimônia celebrada em homenagem ao líder sul-africano Nelson Mandela no Soccer City. O estádio de futebol foi o cenário da abertura e da final da Copa do Mundo de 2010, e da última aparição pública de Mandela.

RAFAEL MORAES MOURA E ANDREI NETTO, ENVIADOS ESPECIAIS, Agência Estado

10 Dezembro 2013 | 09h17

Segundo autoridades do governo local, a solenidade deve reunir cerca de 90 chefes de Estado do mundo. Dilma e outros cinco presidentes deverão discursar, entre eles o dos Estados Unidos, Barack Obama, e o da África do Sul, Jacob Zuma.

Com a forte chuva que cai em Johannesburgo, a arena de futebol não ficou lotada, contrariando a expectativa dos organizadores. Cerca de 60% dos bancos estão ocupados.

Dilma trouxe à África do Sul os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e Fernando Collor. Todos viajaram em uma mesma aeronave do Rio de Janeiro a Johannesburgo, onde chegaram às 2 horas da madrugada desta terça-feira (horário local).

"Ela quer deixar metade da gente aqui", brincou Lula com jornalistas ao chegar ao hotel da comitiva. A presidente respondeu que ia levar todos os ex-presidentes de volta "direitinho".

A presença de Dilma foi anunciada pelo locutor da cerimônia e recebida com aplausos. Zuma, por outro lado, já foi aplaudido e vaiado duas vezes. Assim que terminar a cerimônia, Dilma deve retornar a Brasília, acompanhada de seus antecessores.

Mais conteúdo sobre:
Mandela Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.