Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Dilma chega a Nova York para cumprir agenda de 4 dias

Presidente adiou embarque devido às discussões da reforma ministerial

Tânia Monteiro - Enviada especial, O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2015 | 05h47

Nova York - A presidente Dilma Rousseff já está em Nova York para cumprir uma agenda de pelo menos quatro dias. Por conta das negociações da reforma ministerial, a presidente acabou adiando o seu embarque para os Estados Unidos Unidos. Dilma chegou ao hotel às 4h05 (horário local),  5h05 em Brasília, acompanhada de sua filha, Paula, e dos ministros das Relações Exteriores, Mauro Vieira, da Advocacia Geral da União, Luís Inácio Adams, das Mulheres, Eleonora Menicucci e do Desenvolvimento Social, Tereza Campello.  A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que já estava em Nova York, se incorporou à comitiva. 

Ao chegar ao hotel e ser questionada se se assustou com as fagulhas que saíram de seu helicóptero ao decolar do palácio da alvorada, em Brasília, a presidente se surpreendeu: "No meu helicóptero? Não. Hoje? Ninguém viu. É bom ter vocês de plantão olhando tudo. Me senti segura agora. Mas saiu uma labareda? Que coisa. Ninguém percebeu".

O Estado mostrou que, ao decolar, uma espécie de chama saiu de seu helicóptero. A Força Aérea informou que isso é normal e que foi apenas combustão. Dilma disse que fez ótima viagem. 

O primeiro compromisso da presidente em Nova York é às 11 horas, para assistir o discurso do papa Francisco na sede da Organização das Nações Unidas (ONU).

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffONUPapa Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.