Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

Dilma cancela viagem ao Rio para organizar ações emergenciais de saúde para o Estado

Presidente realizou teleconferência nesta manhã com ministros e governador do Estado para traçar estratégias de combate ao problema

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2015 | 12h06

Brasília - A presidente Dilma Rouseff cancelou viagem ao Rio, em que participaria da inauguração de parque que integra o complexo Olímpico de Deodoro, para se reunir com ministros e o governador Luiz Fernando Pezão para organizar ações emergenciais de saúde no Estado do Rio de Janeiro.

A assessoria da presidente também confirmou que ela viaja nesta quarta para Porto Alegre, onde vai passar o Natal. O horário da viagem ainda não foi confirmado. A presidente pretende passar a semana com a família por causa do iminente nascimento do segundo neto. A filha única de Dilma, Paula Rousseff, está no fim de gestação e pode dar à luz a qualquer momento.

A presidente chegou ao Palácio do Planalto por volta das 10h para teleconferência com o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, em conjunto com os ministros Marcelo Castro (Saúde), Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), Nelson Barbosa (Fazenda), além dos presidentes do Banco do Brasil e da Caixa Econômica.

O Ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou a criação de um gabinete de crise, composto por toda a rede federal, estadual e municipal para fornecer equipamentos, medicamentos e transferência de pacientes que sofrem com doenças causadas pelo mosquito aedes aegypti, como a dengue, chicungunha e zika.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.