Dilma: Brasil reitera associar seu avanço com o da AL

No discurso que fez hoje no Congresso, a presidente Dilma Rousseff defendeu uma política externa focada no respeito à soberania dos países e disse que o Brasil se sente muito feliz com seus vizinhos sul-americanos. "Se geografia é destino, como se diz na geopolítica, estamos muito felizes com o nosso destino, juntamente com nossos vizinhos sul-americanos", disse. Ainda em relação à política externa, ela disse que o Brasil reitera associar o seu desenvolvimento com o da América Latina.

LUCI RIBEIRO, AYR ALINSK E BEATRIZ ABREU, Agência Estado

02 de fevereiro de 2011 | 17h44

A presidente Dilma comentou também que dará continuidade à política de fortalecimento das reservas brasileiras para garantir as contas externas do país. Além disso, reafirmou o compromisso de defender mudanças nos organismos internacionais, movimento iniciado no governo Lula. Quando falou da maior aproximação com os parlamentares e a defesa de que "as mudanças virtuosas vividas pelo Brasil" foram um ambiente favorável para se avançar mais, Dilma defendeu a discussão de uma reforma tributária e a necessidade de se promover a qualidade do gasto público.

Garantiu, no entanto, que essas matérias serão discutidas a partir do diálogo, com a criação do consenso entre as entidades representativas e a participação dos parlamentares. "Não se fará sem esforço e sem a colaboração do Congresso", afirmou, quando reiterou a disposição de estreitar os laços com o Congresso Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmamensagemCongressoAmérica Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.