Dilma atribui vantagem em pesquisa a Lula e ao governo

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, atribuiu a sua vantagem nas pesquisas de intenção de voto tanto à grande popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto à popularidade do governo. "Eu represento esse governo. Fui ministra de Minas e Energia e fui chefe da Casa Civil. Coordenei os principais programas deste governo. Essa vantagem nas pesquisas é o reconhecimento da população de que o Brasil mudou", disse Dilma, em entrevista coletiva concedida hoje, em Brasília.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

16 de agosto de 2010 | 14h04

Questionada sobre se achava que ganharia no primeiro turno, Dilma disse: "Seria muita soberba e pretensão achar que essa eleição vai ser decidida antes de outubro". "Não falo uma coisa dessas nem amarrada", afirmou Dilma, utilizando a mesma expressão usada por ela quando perguntavam se seria candidata à Presidência na fase da pré-campanha.

Indagada sobre o jingle do candidato do PSDB, José Serra, que irá ao ar no horário eleitoral gratuito que começa amanhã, Dilma respondeu com uma pergunta: "Você acha que isso é plausível? Eu tenho minhas dúvidas." O jingle do candidato tucano faz até referência ao presidente Lula: "Quando o Lula da Silva sair, é o Zé que eu quero lá, o Zé Serra eu sei que anda, é o Zé que eu quero lá."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.