Giuseppe Lami/AP
Giuseppe Lami/AP

Dilma assiste a ópera em Milão

Seguindo a regra de suas viagens ao exterior, quando sempre aproveita para dar uma escapada, presidente separou horário na agenda para ver o espetáculo Othello, baseado em Shakespeare

TÂNIA MONTEIRO, O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2015 | 18h18

Brasília - A presidente Dilma Rousseff abriu espaço na noite desta sexta-feira, 10, em sua agenda internacional por Milão, na Itália, para assistir a uma tragédia shakespeariana. Em sua passagem de dois dias pela país, depois de participar da cúpula dos BRICS na Rússia, a presidente driblou novamente a imprensa e foi assistir a ópera Othello, no Teatro alla Scala, em Milão, um dos mais prestigiados do mundo. O show tinha duração de três horas e meia.

Seguindo a regra de suas viagens ao exterior, quando sempre aproveita para dar uma escapada e assistir a uma peça de teatro, uma ópera ou jantar em algum restaurante especial da cidade que está visitando, a presidente Dilma pediu a sua assessoria que comprasse os ingressos para o espetáculo. Ela foi acompanhada do ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, e do chefe da segurança, general Marco Antônio Amaro.

De autoria de Giuseppe Verdi, a ópera Othello é uma peça lírica, baseada na obra de Shakespeare "Othello", que representa uma grande tragédia sobre amor, virtude, ciúmes e inveja. Em julho de 2012, Dilma aproveitou uma viagem a Londres para assistir ao espetáculo "Operália", do maestro espanhol Plácido Domingo, em um camarote da Royal Opera House.

Na manhã desta sexta-feira, 10, Dilma cumpriu agenda em Roma, onde se encontrou com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, e com o primeiro-ministro, Matteo Renzi. No sábado, Dilma visita a Expomilão.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma Rousseffitáliaópera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.