Dilma assiste a ópera no Lincoln Center

Com agenda sigilosa, a presidente Dilma Rousseff interrompeu ontem o trabalho para assistir a ópera L''Elisir d''Amore, no Lincoln Center, um centro de espetáculos, em Nova York. Ela estava acompanhada da filha, Paula Araújo, que viaja a convite da presidência. Embora esteja em viagem oficial paga pelos cofres públicos, a presidente proibiu assessores de informarem sobre sua agenda durante todo o dia e a noite. Na estada na cidade, Dilma tem mantido distância da imprensa.

LEONENCIO NOSSA, Agência Estado

25 de setembro de 2012 | 00h13

Além de esconder a ida de Dilma à ópera, a presidência não informou quem custeou os bilhetes de entrada na ópera, que foi um dos espetáculos mais concorridos da noite na cidade. Dilma e a filha deixaram o luxuoso hotel S. Regis, perto da 5ª Avenida, para ir à ópera por volta de 18 horas. A ópera L''Eisir d''Amore é uma peça em dois atos do italiano Gaetano Donizetti, do século XIX.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaNYÓpera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.