André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Dilma aproveita feriado para pedalar e reforça 'agenda positiva'

Presidente já perdeu 15 quilos com rotina de exercícios e dieta

Vera Rosa, O Estado de S. Paulo

04 de junho de 2015 | 19h35

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff aproveitou as primeiras horas da manhã do feriado de Corpus Christi, nesta quinta-feira, para dar mais umas pedaladas em sua nova bicicleta. Desta vez, porém, ela conseguiu escapar dos fotógrafos e cinegrafistas.

Dilma saiu do Palácio da Alvorada às 7h10, seguida por um carro com seguranças, retornando à residência oficial por volta de 8h40. Informações obtidas pelo Estado dão conta de que a presidente quer agora treinar em outros locais, e não só nas imediações do Alvorada.

As pedaladas de Dilma acabaram reforçando a "agenda positiva" que o governo quer emplacar depois do ajuste fiscal. Ela começou a fazer o exercício por recomendação da equipe que cuida de sua dieta, mas a ideia também é mostrar uma presidente menos sisuda - em meio à crise política e a notícias áridas na economia -, vestindo o figurino "gente como a gente".

Em mais de uma ocasião, Dilma confidenciou a jornalistas que "não dá tempo de ter solidão" no governo, mas admitiu sentir falta de uma rotina mais comum porque adora ir ao cinema, visitar museus e assistir a peças de teatro e ópera.

"Vocês não sabem o valor do anonimato", disse ela, em um dos cafés da manhã com jornalistas, ainda no primeiro mandato. "Andar na rua é uma coisa que ninguém dá valor. Você só dá valor quando você não anda mais na rua de forma livre. É disso que sinto mais falta."

Desde que começou a dieta do endocrinologista argentino Maximo Ravenna, no fim do ano passado, Dilma já emagreceu 15 quilos. "Estou em forma e dou um cansaço danado em vocês", costuma dizer ela aos repórteres, quando dá suas escapadas em viagens internacionais.

Com a dieta, Dilma cortou carboidratos, parou de comer doces e sempre toma um "caldo quente" antes das principais refeições. Ela também faz caminhadas diárias.

Após dar suas pedaladas, nesta quinta-feira, a presidente se encontrou com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no Alvorada. Outro adepto da Ravenna, por "ordem" de Dilma, Cardozo já perdeu 14 quilos. Sempre que vê um auxiliar com alguns quilos a mais, ela receita logo o regime. Um "ajuste alimentar", brincam assessores.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmaexercíciobicicleta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.