Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Dilma apela contra fuzilamento de brasileiros

A presidente Dilma Rousseff entregou nesta terça ao presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, duas cartas de apelo contra o fuzilamento de dois brasileiros acusados no país asiático de tráfico de cocaína. Em entrevista coletiva concedida nesta tarde, Dilma demonstrou otimismo com uma solução para os casos de Marco Acher Cardoso Moreira e Rodrigo Gularte, presos naquele país desde 2004.

LEONENCIO NOSSA, ENVIADO ESPECIAL, Agência Estado

25 de setembro de 2012 | 20h21

"Entreguei duas cartas de apelo. Ele (Susilo) me prometeu fazer os seus melhores esforços e disse que entendia as diferenças de cultura e hábitos entre os dois países", relatou Dilma. "Nós no Brasil não temos a prática da pena de morte. Fiquei satisfeita (com o interesse de Susilo em resolver o problema). Eu senti um melhora muito grande no ambiente (em relação aos casos)", completou.

Dilma ainda conversou com o presidente do Egito, Mohamed Morsi, que antecipou uma conversa que teria com ela no Brasil no final deste mês. No encontro, segundo relato de Dilma, Morsi quis discutir ações nas áreas econômicas e social. Uma delegação egípcia será enviada ao Brasil para conhecer projetos desenvolvidos pelo governo brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaIndonésiafuzilamentodrogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.