Dilma anuncia três obras rodoviárias no RS

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira que o Brasil precisa ser competitivo e, para isso, necessita de infraestrutura forte. "O nosso País precisa ser competitivo e nós só seremos competitivos se tivermos uma infraestrutura forte", afirmou a presidente, em entrega de máquinas agrícolas e ônibus escolares a municípios gaúchos em Porto Alegre (RS). Dilma ressaltou que o País precisa de portos, aeroportos e rodovias para competir internacionalmente.

BEATRIZ BULLA E RENAN CARREIRA, Agência Estado

12 Abril 2013 | 14h13

Ela anunciou três obras rodoviárias no Estado, entre elas a extensão de 32 quilômetros na BR 448, entre Sapucaia e Estância Velha. "Nosso objetivo é ampliar o acesso à região metropolitana de Porto Alegre e à região de Caxias sem criar um engarrafamento", disse Dilma. O custo estimado da obra, que será feita pelo governo federal, é de R$ 530 milhões. "Nós não fazemos concessão em ligações intermetropolitanas", completou Dilma. Ela afirmou que o governo pretende lançar o edital desta obra até junho de 2014.

A segunda obra rodoviária anunciada pela presidente nesta sexta-feira é a extensão de 235 quilômetros na BR 392. "O objetivo é implantar uma nova rodovia sobretudo para escoar produção", afirmou. O custo da obra será de R$ 1,6 bilhão. O terceiro anúncio foi de obras na BR 116 para desafogar o trânsito na capital gaúcha. "Vamos tomar medidas complementares para desafogar o trânsito", disse Dilma, que completou afirmando que a obra vai ampliar a capacidade de escoamento de pessoas e cargas. A BR 116 terá alargamento, terceira faixa, construção de marginais e de acostamento.

Mais conteúdo sobre:
DilmaRSinfraestrutura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.