Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Dilma anuncia criação de fórum de debate com trabalhadores e empresários

Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho, Renda e Previdência, que será constituído por representantes dos trabalhadores, aposentados, empresários e governo para debater temas como direitos trabalhistas e previdência

Rafael Moraes Moura e Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

30 Abril 2015 | 13h05

Brasília e São Paulo, - Em meio às críticas das centrais sindicais ao ajuste fiscal promovido pelo Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira, 30, a criação do Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho, Renda e Previdência, que será constituído por representantes dos trabalhadores, aposentados, empresários e governo. O anúncio foi feito em reunião com sindicalistas, que ocorre neste momento no Planalto.

De acordo com Dilma, o fórum será coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência. 

"Essa representação quadripartite tem o objetivo de estabelecer um diálogo e buscar que nós tenhamos uma pauta", comentou a presidente.

Segundo Dilma, o fórum discutirá as seguintes questões: a sustentabilidade do sistema previdenciário, com ampliação da cobertura e fortalecimento dos seus mecanismos de financiamento; discussão das regras de acesso, idade mínima, tempo de contribuição e fator previdenciário; políticas de fortalecimento do emprego, do trabalho, da renda; medidas de redução da rotatividade no mercado de trabalho; formalização e aperfeiçoamento das relações trabalhistas;  mecanismos e propostas e políticas de aumento da produtividade do trabalho.


"Para nós, que defendemos o diálogo, que achamos que mesmo tendo posições diferentes sobre alguns assuntos, podemos construir propostas comuns, construir consensos e que achamos que esse é o melhor caminho, vai nos caber a todos que integram esse fórum encontrar a melhor estratégia e definir os instrumentos mais eficientes pra que nossos objetivos sejam atingidos", discursou Dilma.

"Todos nós mantemos a fé no País e tenho certeza que por isso, no próximo ano, nós vamos ter novas conquistas para celebrar. Novas conquistas que eu espero que saiam desse fórum, dessa mesa de negociação."

No encerramento da fala, Dilma disse que o governo vai buscar construir, "nas condições do País", o que existe de melhor em termos de legislação, seguridade social e proteção ao trabalho, à renda e ao emprego.  "Vamos estar ao lado dos interesses dos trabalhadores e trabalhadoras deste País", assegurou a presidente. 

Pronunciamento. Pela primeira vez desde assumiu a Presidência da República,  a presidente Dilma Rousseff não fará um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão por conta do Dia do Trabalho. Em vez de usar o palanque eletrônico, Dilma optará pela postagem de vídeos nas redes sociais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.