Dilma alfineta Serra após sofrer tentativa de agressão

A candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, ironizou hoje o seu rival no segundo turno, José Serra (PSDB), ao desembarcar no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, a tentativa de agressão que sofreu hoje durante caminhada em Curitiba, quando, por pouco, não foi acertada por uma bexiga com água. "Não sou o Rojas para ficar fazendo firula com isso porque, ao contrário dele, me esquivei."

LUCAS AZEVEDO, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 18h08

Dilma referia-se ao ex-goleiro Roberto Rojas, da seleção Chile, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva comparou ao candidato Serra. O ex-atleta fingiu ter sido atingido por um foguete no Maracanã, suspendendo a partida entre Brasil e Chile pelas eliminatórias em 1989.

A candidata defendeu que a campanha eleitoral não pode se pautar por "agressão nem tendências de criar factoides". Ela alfinetou Serra sobre o episódio de ontem no Rio de Janeiro no qual o tucano foi acertado por um objeto na cabeça - que, de acordo com imagens do SBT e da Record, teria sido uma bolinha de papel.

Questionada sobre o acirramento da disputa eleitoral, pontuada pelas trocas de acusações, Dilma jogou a culpa na direita. "Há um método muito tradicional na política conservadora de direita, que é criar fatos e acusar o lado de lá de violência. É típico de campanha direitista."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.