Dilma agradece a Vicentinho a aprovação do mínimo

A presidente Dilma Rousseff telefonou na manhã de hoje para agradecer ao deputado Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT-SP), que relatou o projeto de reajuste do salário mínimo e manteve o valor de R$ 545,00 defendido pelo governo. "Foi uma surpresa", relatou Vicentinho à Agência Estado. "Ela me deu parabéns pela seriedade e equilíbrio com que eu defendi a proposta", afirmou.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 13h37

Ainda segundo o petista, Dilma elogiou a postura e a firmeza dele na defesa do projeto do governo, diante das pressões de seus companheiros do movimento sindical, que reivindicava o reajuste para R$ 560,00.

Ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vicentinho não cedeu à pressão do movimento. Suportou as vaias da tribuna e enfrentou o companheiro de sindicalismo, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical, que liderou o movimento pelos R$ 560,00.

Para Vicentinho, prevaleceu uma das máximas das relações de trabalho que é o cumprimento do acordo que havia celebrado com o governo no início de 2007. "A questão da palavra, de honrar um compromisso, é muito importante nas relações de trabalho", ponderou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.