Dilma afirma que Serra está 'temeroso' com derrota na eleição presidencial

Candidato tucano afirmou ontem que 'todo mundo sabe' da ligação do PT com as Farc

Eduardo Kattah, enviado especial,

20 Julho 2010 | 15h58

MONTES CLAROS (MG) - Em resposta à afirmação de que o PT possui vínculo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a candidata do partido Presidência, Dilma Rousseff, disse hoje (20) que o presidenciável tucano está temeroso com seu desempenho na eleição e com uma derrota nas urnas.

 

Serra afirmou ontem (19) que "todo mundo sabe" da ligação do PT com as Farc, endossando nesse ponto a polêmica declaração de seu vice, Índio da Costa (DEM). Salientou, contudo, que isso não significa que o partido tenha vínculos com o narcotráfico, como afirmara Índio em entrevista ao site Mobiliza PSDB, cujo vídeo acabou sendo retirado do ar. O vice de Serra depois recuou da acusação de ligação do partido adversário com o tráfico de drogas.

 

Após desembarcar em Montes Claros, no norte de Minas, Dilma concedeu entrevista à rádio Terra AM, de propriedade do prefeito da cidade, Luiz Paulo Tadeu Leite (PMDB). A petista foi questionada sobre as declarações de Índio, que, segundo o apresentador, "coloca o PT como cúmplice das Farc".

 

"Pretendo manter o diálogo e o debate eleitoral em nível elevado. Eu me surpreendo, não esperava de maneira alguma que meu adversário diante da primeira adversidade, diante do fato que ele teme perder as eleições, ele teme pelo seu desempenho, ao invés de debater, ele passa a fazer acusação. Eu não vou entrar para discutir nível baixo", reagiu Dilma.

Mais conteúdo sobre:
DilmaSerraderrotaeleiçãoFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.