Dilma afirma que 'a verdade tem de vencer o pessimismo'

Presidente e candidata do PT a reeleição lembra descrédito com a Copa do Mundo e diz que derrotará pessimistas em outubro

CARLA ARAÚJO E RICARDO GALHARDO, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2014 | 18h08

A presidente Dilma Rousseff voltou a atacar os pessimistas. Durante primeiro ato de campanha em São Paulo, na Central Única dos Trabalhadores (CUT, em Guarulhos, a petista disse que "assim como a esperança venceu o medo" na eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nessas eleições, "a verdade tem de vencer o pessimismo. Passaram mais de dois anos falando que não ira ter Copa do Mundo, que ia dar errado", disse.

"Até racionamento de energia eles contrataram", completou. "E vimos que nada disso aconteceu." Segundo Dilma, líderes da oposição chegaram a dizer que a Copa deveria ser devolvida para a Fifa. "Vimos o contrário. A Copa deu certo, foi um sucesso", repetiu. Para a presidente, "o povo brasileiro e o governo deram uma goleada nos pessimistas".

Dilma afirmou que quer repetir a "goleada" em outubro. "Nessa eleição vamos ter de dar uma goleada nos pessimistas", disse. segundo ela, essa goleada virá justamente na manutenção do emprego e dos direitos trabalhistas conquistados. ela voltou a destacar que tem um compromisso com a valorização do salário mínimo. "Essa valorização aconteceu porque lutamos para transformar um país que tinha a pior distribuição de renda e agora conseguiu reduzir a pobreza e combater a miséria. "Tudo isso sem desemprego".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDilma RousseffCUT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.