Dilma afirma estar atenta a exportações para Argentina

O governo está preocupado com as exigências a exportadores brasileiros na Argentina. "Defendemos a regulamentação de prazos para liberação de licenças no Mercosul", afirmou a presidente Dilma Rousseff nesta sexta-feira, 11, em entrevista a rádios locais na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul.

RENAN CARREIRA E BEATRIZ BULLA, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 15h37

Dilma admitiu que "há desagrado em relação a produtos brasileiros parados na alfândega". No entanto, declarou que a melhor atitude é o diálogo, a presença constante de negociação. "Temos de mostrar que essa relação comercial é uma via de mão dupla. Para dar frutos, tem de estar aberta."

A presidente também manifestou apoio em relação à presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que se recupera de uma cirurgia. "O governo brasileiro lamenta a questão da saúde da presidente Cristina Kirchner. Estimamos que ela tenha melhoras."

Dilma participa, mais tarde, da inauguração de uma creche em Novo Hamburgo e da entrega de diplomas para 1,2 mil alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.