Dilma adia decisão sobre novo nome para Transportes

Cúpula do PR reivindica a troca do ministro por nome do partido para apoiar a candidatura de Fernando Haddad em SP

Vera Rosa e Tânia Monteiro

29 de fevereiro de 2012 | 11h52

Atualizada às 12h57

O governo adiou a nomeação do novo ministro dos Transportes. A presidente Dilma Rousseff se reuniu com o ministro Paulo Sérgio Passos, na manhã desta quarta-feira, 29, mas, segundo fonte do governo, decidiu adiar a decisão para não ceder à pressão do partido de Passos, o PR, que quer influenciar na escolha. À tarde está previsto uma reunião com o senador Blairo Maggi (PR-MT), com quem deve discutir as questões do partido.

 

A cúpula do PR reivindica a troca do ministro como condição para apoiar a candidatura de Fernando Haddad (PT) à Prefeitura de São Paulo. E enquanto não faz o acordo, já ameaça lançar o deputado Tiririca para a sucessão de Gilberto Kassab (PSD).

 

O nome mais cotado para substituir Passos é o do vereador Antonio Carlos Rodrigues, presidente do partido na capital paulista. Rodrigues é suplente da senadora Marta Suplicy (PT-SP) e tem o apoio do ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Outro cotado para o cargo é o ex-senador baiano, Cesar Borges.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.