Dilma acerta saída de Bezerra Coelho do ministério

A presidente Dilma Rousseff se reuniu na manhã desta terça-feira, 01, por quase uma hora com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, quando acertaram a sua saída definitiva do cargo. Desta vez, Dilma aceitou o pedido e informou que avisaria a ele sobre a substituição do cargo entre hoje e amanhã.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

01 de outubro de 2013 | 12h05

Bezerra já havia entregue sua carta de demissão à presidente Dilma, no dia 19 de setembro, um dia depois de o PSB ter anunciado a sua saída da base do governo. Na ocasião, a presidente pediu que ele permanecesse no cargo até fosse discutir esse assunto, em definitivo. Ela também estava viajando por uma semana para Nova York e só queria tratar do assunto, na volta.

Além de Bezerra, o PSB tem o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Portos, ocupado por Leonidas Cristino, afilhado do governador do Ceará, Cid Gomes, que está saindo do partido para permanecer apoiando Dilma. Inicialmente, Leonidas não deixaria o cargo, por causa da saída de Cid Gomes do PSB. Mas, as ultimas notícias dão conta que ele também deixará o governo.

O ministro Bezerra considerou a conversa com a presidente Dilma "muito boa". Mas a presidente não anunciou nenhum nome que o substituirá. O acerto político até agora é que o cargo vá para o PMDB e o nome do escolhido pelo partido é o do senador Vital do Rêgo (PB).

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaexoneraçãoBezerra Coelho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.